Procedimentos

Adenoamigdalectomia

Otorrinolaringologia

As adenoides e as amígdalas são compostas por tecido linfoide, ou seja, um tecido formado por diferentes tipos de células do sistema imunológico. Localizadas na via respiratória superior, têm a função de produzir anticorpos que auxiliam no combate às infecções.

Objetivos

Quando as adenoides ou as amígdalas crescem muito (hipertrofia), elas podem dificultar a passagem de ar, podendo ser necessário a intervenção cirúrgica conhecida como Adenoamigdalectomia. Basicamente, a cirurgia consiste na remoção desses tecidos. É importante salientar que a Adenoamigdalectomia é indicada nos casos em que a remoção é menos prejudicial à saúde do que a permanência.

O número de infecções da amígdala, o grau de gravidade apresentado e, principalmente, a presença ou não de abcessos são fatores que apenas o Otorrinolaringologista pode avaliar e decidir se é ou não necessário uma cirurgia. A cirurgia pode ser em conjunto (amígdala + adenoides) ou separada, conforme avaliação.

Preparação

Para a Adenoamigdalectomia, o paciente deve realizar exames pré-operatórios, conforme solicitação do Otorrinolaringologista. Esses exames podem incluir hemograma completo, além de uma avaliação cardiológica. Pacientes mais velhos podem ter que providenciar Raio-X torácico e Eletrocardiograma.

Depois da cirurgia

Os seguintes cuidados são necessários:

  • Alimentação pastosa fria durante os primeiros sete dias;
  • Repouso de uma a duas semanas.

Você nos encontra agora em

NOVO ENDEREÇO!

Av. Anita Garibaldi, 1121 – Ahú

Clique aqui para ver no mapa