Ceratocone

Ceratocone

Ceratocone é uma doença degenerativa da córnea em que há uma alteração do formato (geralmente um encurvamento) e uma alteração de espessura (afinamento). É quase sempre progressiva, havendo um aumento de miopia e astigmatismo acentuado que provoca a distorção da visão e queda da acuidade visual. É uma condição bilateral, podendo um olho ser mais afetado que o outro. Inicia-se mais comumente em jovens, podendo aparecer na infância também.

Os sintomas e sinais mais comuns relatados são: visão borrada e distorcida, sensibilidade à luz (fotofobia), dor de cabeça, halos em torno das luzes, aumento progressivo do grau dos óculos e coceira.

Apesar das causas do Ceratocone ainda não serem totalmente determinadas, acredita-se que associações a processos alérgicos, o hábito de coçar os olhos constantemente e também a fatores genéticos possam ser agravantes para o processo evolutivo e avanço da doença.

O diagnostico definitivo é feito pelas características clínicas e por exames oftalmológicos como a ceratoscopia computadorizada, paquimetria e a tomografia de córnea. O tratamento tem como objetivo melhorar a visão do paciente com Ceratocone e impedir a evolução da doença.

Atualmente, com o desenvolvimento de novas tecnologias, o transplante de córnea para Ceratocone é realizado somente como último recurso. Por isso, dependendo do estágio do Ceratocone e a progressão dela, o especialista definirá qual a melhor opção em cada caso.

A primeira opção que o paciente recebe é a prescrição de óculos, na maior parte das vezes em casos iniciais da doença. A partir do momento em que os óculos não conseguem fornecer uma acuidade visual satisfatória, a lente de contato é a próxima alternativa. Geralmente é utilizada a lente rígida gás permeável.

O crosslinking da córnea para Ceratocone é um tratamento cirúrgico desenvolvido com a finalidade de aumentar a resistência da córnea, aumentando a estabilidade dela. Consiste na ligação do colágeno da córnea com a riboflavina (Vitamina B12). O objetivo é minimizar ou parar a progressão do Ceratocone e, com isso, estabilizar na situação atual, ou após um tratamento prévio (como anel Ferrara, por exemplo), e evitar futuro transplante de córnea.

O Implante de Anel, mais conhecido como Anel de Ferrara, é uma alternativa cirúrgica para evitar o transplante de córnea. Está indicado, principalmente nos portadores de Ceratocone, para intolerantes a lentes de contato ou com irregularidades acentuadas da córnea.

A cirurgia de Ceratocone a laser é feito com auxílio do FEMTOSECONDLASER. Uma pequena incisão é feita na periferia da córnea e dois arcos de polimetil metacrilato (PMMA) são introduzidos no túnel realizado pelo LASER, introduzindo os segmentos entre as camadas do estroma em cada lado da pupila. Após a introdução dos segmentos intra-estromais na córnea, espera-se que haja uma alteração da curvatura da córnea para um formato mais circular, melhorando a esfericidade e consequentemente a qualidade visual. Muitas vezes, a graduação dos óculos também se modifica para graus mais baixos. O procedimento é realizado com colírio anestésico.

O diagnóstico precoce é imprescindível para impedir que a doença progrida.

VOLTAR

Você nos encontra agora em

NOVO ENDEREÇO!

Av. Anita Garibaldi, 1121 – Ahú

Clique aqui para ver no mapa